Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007

Foi o teu gelo que me atraiu...

Quando cheguei à casa do clã, fiquei estupefacta com a deslumbrante sala de recepção. Olhei para eles todos de forma a não dar muito nas vistas, porque a minha vontade era de fixar o meu olhar sobre cada um deles…

 

Embora sentindo-te ao meu lado, fiquei um pouco apreensiva com aquele quadro defronte de mim. O teu pai aproximou-se de mim e cumprimentou-me de forma bastante simpática dando-me as boas vindas. Retribui com um sorriso nervoso.

 

Olhaste para mim e balbuciaste:

 

- Jas, aqui estás em casa, podes estar à vontade…

 

Olhei-te nos olhos  e percebeste de imediato que eu estava pouco à vontade e receosa. Afinal, eu estava perante uma família de vampiros!

 

O pai era um homem lindo bastante jovem. A mãe bela e jovem, também. Movia-se de um lado para o outro com grande agilidade. Fazia morrer de inveja qualquer mulher…

 

Os outros, supostamente, os filhos adoptados mais pareciam bonecos de porcelana. Olhavam-me com aqueles olhos característicos de cor mel reluzentes.

 

Fiquei ali alguns minutos perdida nos meus pensamentos.

 

- Jas, anda vou mostrar-te a nossa casa!

 

Senti a tua mão gelada sobre a minha e levaste escada acima com a rapidez de sempre, que mal consigo pôr os pés no chão.

 

- São todos teus irmãos? – perguntei-te.

- Não procriamos Jas! O meu pai adoptou-nos, tornando-nos iguais a ele – respondeste friamente.

- Posso fazer-te uma pergunta? – retorqui-lhe.

- Podes

- Se me mordesses, eu ficaria como tu? – perguntei timidamente.

 

Olhaste para o meu rosto, sem olhares os meus olhos e pegando-me nas minhas mãos levemente, como sempre o fazias, respondeste-me:

 

- Jas, eu amo-te tal e qual como és. É humana! Incrivelmente sensível! Transpiras, respiras, tremes, quase desmaias quando te aperto e encosto os meus lábios nos teus…

- Sim, mas se eu fosse igual a ti tudo seria mais fácil!

- Tens medo de mim e da minha família? É isso, Jas? – perguntaste-me incrédulo.

- Não, sabes bem que não – ele sentiu o meu nervosismo. Eu sabia que tu lias os meus pensamentos, sentias os meus receios…

- Anda, vou mostrar-te uma coisa. Colocaste a tua mão na minha cintura e levaste-me até aos teus aposentos.

 

Fiquei pasmada a olhar! Era um quarto enorme! Tinhas pilhas de CD’s e de livros. Ao fundo encontrava-se a tua cama e junto à enorme janela virada para norte, havia um sofá e junto dele um candeeiro de pé. Da janela via-se um enorme prado que se estendia por uns quilómetros.

 

- Vês este quadro – disse-me apontando para a parede oposta à da janela.

- Sim. Quem é? – perguntei,  curiosa. Trata-se de um mulher linda, mas um pouco diferente dos do clã. Senti-me um pouco ciumenta.

- Fui eu que o pintei! Tenho esta imagem na minha cabeça. O meu pai disse-me que era a minha mãe enquanto fui humano.

 

Fitei-o espantada.

 

- Lembras-te dela? – perguntei-lhe atónita.

 

- Não! Nem sei quem foi. Apenas a pintei porque tinha esta imagem diante dos meus olhos e o meu pai é que a identificou. Resolvi colocá-la aqui no meu quarto.

 

- Jas, anda, vamos para baixo, tens de comer qualquer coisa, deves ter fome. Vocês, humanos comem várias vezes!

 

Agarrei-me ao braço dele e olhei-o nos olhos.

 

- Achas que eles gostaram de mim? – perguntei.

- Jas, todos aqui gostam de ti, à excepção de mim, que te amo! Estás com medo?

- Claro que não – respondi. Não estava a mentir, junto dele sentia-me em segurança.

 

Deste-me um abraço, envolvendo o meu corpo no teu, um pouco bruscamente, quase senti os meus ossos rangerem.

 

- Ups, desculpa , Jas – disseste olhando para mim aflito.

 

- Não foi nada – sorri e coloquei-me em bicos de pé para lhe beijar os lábios. Senti aquela sensação electrizante quando toquei na tua pele. Pareciam pequenos choques eléctricos!

 

Pegaste-me ao colo e deslizamos escada abaixo.

 

 

Continua nos próximos capítulos….

 Rabat

publicado por rabat_bat às 13:56
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De sonhador a 16 de Dezembro de 2007 às 23:13
Desejo-te um Natal repleto de Felicidades, de Amor e Paz.

Que tenhamos a consciência que o rancor, o ódio, e outros sentimentos mesquinhos a nada levam, apenas corrompem nossa alma.

Que tenhamos a Paz de Espírito para o discernimento correcto de que estamos a fazer aquilo que é justo e correcto para nós e nossos semelhantes.

Que tenhamos o prazer de ser útil a alguém. E que o novíssimo ano 2008, seja um ano de muitas transformações e realizações para todos, não só no campo material, mas principalmente na nossa alma, no nosso "eu" interior.

Desejo-te o que for justo, belo, sereno e louvável ao olhos do criador.

Que neste Natal os anjos desçam do céu e iluminem o teu sorriso para que ele se torne tão sincero quanto o sorriso de uma criança.

E que tu transmitas a paz e o amor a todos aqueles
que se aproximarem de ti.



Feliz Natal e Próspero Ano Novo

Sonho
De rabat_bat a 17 de Dezembro de 2007 às 10:31
Desejar Um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo já soa a pouco...

Que estas duas ultimas semanas seja de paragem e reflexão ...

Agradeçamos por mais um ano passado, bom ou mau, já passámos por ele.

Que esta Natal seja um momento para dizermos obrigado Jesus por tudo o que me deste neste ano que já finda.
Obrigado por me teres contrariado!
Obrigado pelo que me fizeste sofrer!
Obrigado pelos momentos de euforia!
Obrigado pelos momentos que me fizeste chorar!
Obrigado por me devolveres todos os dia vontade de ir em frente!
Para o meu amigo Sonho, tão fiel que me tem sido...desejo-lhe o melhor Natal e um Ano 2008 com muito trabalho e projectos para a tua vida.
Beijo muito , muito grande para ti.
Fica aqui uma prendinha minha...a amizade e a fieldade,
Rabat
De sonho a 18 de Dezembro de 2007 às 00:08
Boa noite minha querida amiguinha!

Passei não só para dar-te um beijinho de carinho,como tambem avisar que ntens um miminho no meu blog sonho memórias!
Beijinhos,e boa noite!
Sonho
De sonho a 31 de Dezembro de 2007 às 01:24
De repente, num instante fugaz, os fogos de artifício anunciam que o ano novo está presente e o ano velho ficou para trás.
Mais um ano se passa e juntos podemos comemorar a virada de um novo tempo, de encher nossos corações de esperanças, de dizer adeus ano velho, feliz ano novo.
Feliz 2008 !!!!!!!

Sonhador
De sonho a 8 de Janeiro de 2008 às 10:17
Bom dia minha amiguinha!
Hoje tenho que passar rapido,pois o tempo está curto,mas tinha que avisar que este blog para mim é 100%...passa pelo meu blog sonho memórias.
Beijinhos,e um bom dia pra ti.
Sonho

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Naquela noite ...

. Parábola ...

. Prometeste-me levar ao Te...

. Nos Jardins de Viena

. Sem sexo...nem inveja

. Preciso de gritar até à e...

. La femme

. Fantasiar não é infidelid...

. Perdi-me algures ...

. Foi o teu gelo que me atr...

.arquivos

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.favorito

. Porque partiste?

blogs SAPO

.subscrever feeds